Nutricérebro 20 Monodoses

Calendula

€31.30 

Informação complementar


O stresse e as preocupações do dia a dia, a produção em larga escala de alimentos pobres em nutrientes, contribuem para a diminuição da capacidade do organismo funcionar a um nível ótimo.

As capacidades cerebrais são afectadas, comprometendo a performance do indivíduo, ao nível da memória, concentração e atenção, levando a que por vezes este não se lembre de factos recentes, causando embaraço e irritabilidade para os afetados prejudicando o seu quotidiano, muitas vezes afetando indivíduos jovens adultos que sem terem atingido uma idade elevada já apresentam declínio cognitivo avançado (DCRI).

Nutricérebro é um suplemento alimentar eficaz na reversão da perda de memória e do cansaço cerebral, porque contém 14 nutrientes bioativos que maximizam a sinergia entre si.

Nutricérebro é a fórmula ideal para todos aqueles que querem melhorar a sua performance e rendimento intelectual.

Nutricérebro contém ácidos gordos essenciais, fosfolípidos naturais, aminoácidos, antioxidantes, vitaminas e minerais.

 

Fosfatidilserina  

A Fosfatidilserina é um fosfolípido concentrado proveniente da Lecitina de Soja. É mais abundante nas células cerebrais onde é integralmente envolvida no fluxo dos neurotransmissores por atravessar facilmente a barreira hemato–encefálica, ajudando a manter a integridade das membranas celulares, que diminui com a idade. Este processo é fundamental para permitir aos nutrientes entrar na célula promovendo uma melhor atividade dos neurónios.

A Fosfatidilserina é indicada para melhorar as capacidades cerebrais, incluindo a memória, depressões e doença de Alzheimer. A Fosfatidilserina melhora a memória e a capacidade de aprendizagem. É útil em todas as idades e profissões que requeiram trabalho inteletual tal como pessoas com declínio cognitivo relacionado com a idade; (moderado ou severo).
Indicado para alguns doentes com arteriosclerose cerebral estados ansiosos–depressivos de senescência.


Benefícios gerais do ómega 3

Rico em ácidos gordos polinsaturados, também conhecidos por ácidos gordos essenciais, são fundamentais para a produção de prostaglandinas inflamatórias e tramboxanos, promovendo a diminuição dos riscos das doenças cardiovasculares, agregação plaquetária e vasoconstrição, diminuem o nível de colesterol total (LDL) e triglicéridos no sangue.

Este ingrediente é fundamental para a melhor capacidade intelectual, está presente no cérebro com cerca de 20 a 30% de DHA, o que significa que baixos níveis deste ácido gordo podem resultar em desvios da forma otimizada, ou alterações das membranas celulares e neurónios.

O DHA está diretamente associado a funções como a memória, concentração, aprendizagem e participa também no desenvolvimento das estruturas neuronais e é um factor de crescimento do cérebro e da retina.

 

Performance cognitiva, memória e concentração


Considerando que cerca de 50 a 60 % do peso seco do cérebro de uma dulto é composto por lípidos e que os ácidos gordos insaturados, incluindo ácidos gordos Ómega-3 (DHA) constituem cerca de 35% do conteúdo lípido do cérebro, facilmente se compreende a importância destes ácidos gordos na manutenção estrutural das membranas celulares neuronais, nas conexões entre as células neuronais, facilitando a comunicação inter-neuronal e participando no correto funcionamento e otimização das funções cerebrais.


O ácidos gordos Ómega-3, particularmente o DHA tem funções muito importantes na recuperação da integridade e fluidez nas membranas celulares neuronais, da bainha da mielina (essencial para a rápida condução dos impulsos nervosos) e das terminações nervosas, garantindo a neuroplasticidade do sistema nervoso central (SNC).
Os ácidos gordos Ómega-3 influenciam a velocidade de aquisição e processamento da informação.

 

Por essa razão os ácidos gordos Ómega-3 criam localmente no cérebro um ambiente ideal para a troca rápida de informação entre os neurónios. Por outro lado os vasos cerebrais que controlam o aprovisionamento de sangue do cérebro e asseguram em grande parte a eficácia da barreira hemato-encefálica, possuem igualmente membranas ricas em ácidos gordos Ómega-3, susceptíveis de modular certas actividades enzimáticas ou de transporte, como a da glicose, garantindo o fornecimento de energia aos neurónios.

 

Importância do ómega-3 nos jovens adultos, adultos e idosos

Diversos estudos têm demonstrado que os ácidos gordos Ómega-3, nomeadamente  o EPA e
o DHA, são essenciais para o desenvolvimento e manutenção da estrutura e funcionamento normal do cérebro, tornando-se muito importante na regulação do humor, na prevenção do stresse e do declínio cognitivo associado ao envelhecimento.

A deficiência em ácidos gordos Ómega-3 provoca défices comportamentais e cognitivos,
nomeadamente a nível da aprendizagem, memorização e habituação, associados a alterações do metabolismo de alguns neurotransmissores.

Melhorando algumas etiologias de perturbações neurológicas como a depressão e   
comportamentos agressivos (Doença Bipolar e Esquizofrenia) e no declínio cognitivo relacionado coma idade (DCRI).

A doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa e debilitante que causa a perda de
memória, demência e alterações de personalidade. Esta doença tem origem na formação de placas de uma proteína designada por beta-amilóide que se crê serem neurotoxinas para os neurónios. Em vários estudos verificou-se que a actividade neuroprotectora exercida pelo Ómega-3 se deve fundamentalmente ao DHA e que os indivíduos com doença de Alzheimer apresentam baixos níveis de DHA nos neurónios do hipocampo, região do SNC responsável pelo armazenamento de memória.


 

Componentes

Vit B6, Vit B12, Ácido Fólico, promove a redução dos níveis de homocisteína. A homocisteína é um aminoácido cuja elevada concentração na corrente sanguínea constitui um risco cardiovascular.    


L-Glutamina, é um aminoácido, que atravessa a barreira hemato-encefálica, um dos nutrientes mais importantes do cérebro, onde é convertido em ácido glutâmico e atua sobre o metabolismo da célula cerebral e entra na síntese dos ácidos nucleicos.


L-Arginina é um aminoácido essencial, é importante no metabolismo muscular e participa na produção do A.T.P., diminuindo os estados de cansaço físico e psíquico.


Lecitina de Soja

A lecitina de soja constitui uma fonte natural de fosfatídeos. Fornece colina (vitamina do grupo B), numa forma elevada de assimilação, é um componente vital das membranas celulares. Participa na síntese da bílis e no metabolismo das gorduras e colesterol. Aumenta a capacidade de memória, diminuição do cansaço cerebral e na prevenção de patologias cardiovasculares.


Antioxidantes

L-Glutatião é um péptido natural formado por três aminoácidos: (glutamina, cisteína e glicina). Funciona como um potente antioxidante e como protector anti-envelhecimento e estimulante do sistema imunitário.

Vitamina E é um antioxidante importante para os lipidos do organismo, protegendo as
estruturas contra os radicais livres e outros tóxicos. Vitamina protectora e antioxidante na prevenção do envelhecimento e de doenças cardiovasculares.

Marcas de destaque